Guardiões da Galáxia

Olá galera, no post de hoje, vou falar sobre o filme Guardiões da Galáxia ❤

Peter Quill (Chris Pratt) foi abduzido da Terra quando ainda era criança. Adulto, fez carreira como saqueador e ganhou o nome de Senhor das Estrelas. Quando rouba uma esfera, na qual o poderoso vilão Ronan, da raça kree, está interessado, passa a ser procurado por vários caçadores de recompensas. Para escapar do perigo, Quill une forças com quatro personagens fora do sistema: Groot, uma árvore humanóide (Vin Diesel), a sombria e perigosa Gamora (Zoe Saldana), o guaxinim rápido no gatilho Rocket Racoon (Bradley Cooper) e o vingativo Drax, o Destruidor (Dave Bautista). Mas o Senhor das Estrelas descobre que a esfera roubada possui um poder capaz de mudar os rumos do universo, e logo o grupo deverá proteger o objeto para salvar o futuro da galáxia.

Fonte: Adorocinema.com

photo

Amei esse filme,e foi por isso e eu SUPER indico para  todos vocês, e é uma pena que o segundo só irá sair em 2017,mas já estou esperando.

E não sei se vocês sabem mas quem dubla o “Groot” na versão original é o Vin Diesel.

vin-diesel-groot-guardians-of-the-galaxy-666x341

E com certeza a dupla Groot e o Rocket foram os meus personagens preferidos e adoraria ter uma miniatura deles *-*

       Quem não conhece o filme ainda,vejam o trailer aqui.

Quem aí gostou do filme ? E qual seu personagem preferido ?

Siga o blog nas redes sociais:
Facebook| Twitter |Meu insta

 

Curiosidades: Filme O Exorcismo de Emily Rose

Olá galera, o post de hoje é o primeiro de uma nova série aqui no blog, sobre curiosidades. E o primeiro de nossa lista é sobre um filme de terror clássico “O Exorcismo de Emily Rose”

 Emily Rose (Jennifer Carpenter) é uma jovem que deixou sua casa em uma região rural para cursar a faculdade. Um dia, sozinha em seu quarto no alojamento, ela tem uma alucinação assustadora, perdendo a consciência logo em seguida. Como seus surtos ficam cada vez mais frequentes, Emily, que é católica praticante, aceita ser submetida a uma sessão de exorcismo. Quem realiza a sessão é o sacerdote de sua paróquia, o padre Richard Moore (Tom Wilkinson). Porém Emily morre durante o exorcismo, o que faz com que o padre seja acusado de assassinato. Erin Bruner (Laura Linney), uma advogada famosa, aceita pegar a defesa do padre Moore em troca da garantia de sociedade em uma banca de advocacia. À medida que o processo transcorre o cinismo e o ateísmo de Erin são desafiados pela fé do padre Moore e também pelos eventos inexplicáveis em torno do caso.

Fonte: AdoroCinema.com

 

emily

1ª Curiosidade:  Sim, acredite o filme é baseado em fatos reais,porém na vida real a protagonista se chamava Anneliese Michel, uma garota alemã que passou pelo mesmo ocorrido durante a década de 70.

2ª Curiosidade: Os áudios que foram usados no filme, como prova de sua inocência pelo padre,foram os originais.  

3ª Curiosidade: No fim,o padre é julgado culpado da morte da garota.

 

Quem ai gostou das curiosidades ?

Siga o blog nas redes sociais:
Facebook| Twitter |Meu insta

 

 

 

 

 

Resenha: Peça-me o que quiser – Megan Maxwell

Comecei uma nova trilogia na minha vida e confesso que estou amando mais que muita gente por ai. Peça-me o que quiser é um romance erótico espanhol (com algumas coisas bem típicas do local), que se passa em Madri com Judith que tem 25 anos e é uma mera secretária numa empresa muito bem colocada na região.
Título: Peça-me o que quiser
Autora: Megan Maxwell
Páginas: 398
Editora: SUMA de letras

Como eu já disse ali em cima a história se passa com Judith ou Jud, como preferir, e com Eric Zimmernann o grande chefão da empresa Müller na qual Jud trabalha. Sim, isso mesmo. O romance é entre os dois mas tudo começa sem ela saber quem ele é. Ainda estou no oitavo capítulo do primeiro livro mas como sabem, prefiro começar a história com vocês então vim dar essa maravilhosa #DicaDeLeitura.

Também comentei que o livro é erótico então leia apenas se gostar do tema, não é um Cinquenta Tons de Cinza mas é bem parecido (só não tem nenhum quarto vermelho da dor, muito menos contratos) e como sou apaixonada por 50 tons eu também estou amando esse livro, que foi indicação da minha linda amiga Maiara, do blog Beside the Books.

Vocês que já leram gostaram do livro? Deixem a opinião de vocês e para quem quiser terá PDF aqui em baixo do primeiro livro. Espero que gostem assim como eu e também se apaixonem por essa história de amor! Beijinhos e até quarta que vem ❤

Antes de terem o pdf do livro, que tal darem uma passadinha lá no meu blog? É só clicar aqui e se divertir com o BNE que está de cara nova!

PDF: PEÇA-ME O QUE QUISER – MEGAN MAXWELL

RESENHA: NÃO SE APEGA, NÃO – ISABELA FREITAS

Mais uma quarta-feira chegou toda linda para nós, então vamos ao que interessa e o post de hoje vai sim falar de um livro brasileiro do qual estou enfeitiçada e apaixonada. O livro Não se Apega, Não da linda Isabela Freitas. Confesso que não acreditava que o livro poderia ser tão bom (desculpe-me pelo julgamento), me surpreendi muito e para quem ainda não leu, vale super a pena.

No começo eu pensei que essa seria a história de vida dela, que tudo realmente teria acontecido com ela e no decorrer da história fui percebendo que por mais que a personagem seja ela com histórias realmente reais do dia a dia, não era realmente dela. Na história a Isabela começa pelo fim, e porque pelo fim? Para mostrar que para todo fim há um começo e que o fim tem de existir, caso contrário, nada seria tão bom assim. A vida tem começo, tem meio e tem que ter um fim, independentemente de como venha. A história se passa – quase – em torno do ponto final que Isabela resolveu dar em seu relacionamento com Gustavo (que só parecia ser o namorado perfeito, aliás, existem namoros perfeitos?), e parece um filme, o Filme de Isabela, uma história bem romântica, engraçada, triste e feliz, tudo na mesma página, na mesma história!

Não achei um livro cansativo – apesar de ter demorado um teco para ler – muito menos chato, amei conhecer Amanda, Pedro, Gustavo, Marina, Tiago e claro, a Isabela. Desde a primeira página me senti a protagonista da história e fiquei pensando em muitos momentos “qualé essa menina querendo roubar minha vida e colocar num livro todo vermelho?” e sei que muita gente pensou exatamente igual. As palavras dessa menina que na época em que escreveu Não se Apega, não tinha 22 anos é exatamente igual as palavras/ pensamentos de qualquer outra menina dessa faixa etária. Não vou prolongar muito na “resenha” porque quero que vocês vejam a melhor parte do livro (para mim) e que queiram ler também. Adios amores meus e até quarta-feira que vem! ❤

Sempre digo que todas as pessoas no mundo têm pelo menos três relacionamentos que marcam: o primeiro “amor”, que ficou lá na infância, aquele que um dia você achou impossível viver sem, mas que descobriu uns anos mais tarde ser nada mais nada menos do que paixonite de criança; o “amor” que machuca e destroça, aquele que nos deixa loucos, insanos, que nos faz passar por cima de nossos princípios, esquecer tudo aquilo que lemos e aprendemos, brigar com amigos, família, ultrapassar montanhas pessoais para, no fim, descobrirmos que estávamos lutando por uma causa infundada. Lutávamos sozinhos, enquanto a outra pessoa só fazia correr e se afastar. Esse falso amor nos ensina bastante e talvez seja um dos mais importantes na vida de todas as pessoas. Sabe aquele canalha que te fez sofrer e chorar abraçada ao seu travesseiro por noites seguidas? Ele foi o cara mais importante da sua vida. (…) Você deve estar se perguntando agora qual é o terceiro e último relacionamento que marca a vida de uma pessoa. Bem, é ele. Ele mesmo. Aquele que se esconde em detalhes, olhares e coisas pequenas. Aquele que escapole de nossas mãos como se evaporasse num piscar de olhos. Ele é a nossa busca infinita, objetivo e sonho. É o amor. Da forma mais pura que pode existir. Amor dado de coração e alma. Amor que não se pede de volta, amor que é entregue.

Por hoje é só, eu espero que tenham gostado da resenha de hoje, deem uma olhadinha no meu blog (se quiserem, claro) clicando aqui siga também nossa página no Facebook.

Resenha: Garota Exemplar

Garota Exemplar – Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele? (via skoob)

O filme é baseado no livro de Gillian Flynn, e eu ainda não li assisti o filme porque ele estava passando no Telecine e fiquei curiosa pela história, mas me arrependi totalmente de não ter lido o livro primeiro. Bom, como viram, a história gira em torno do casamento de Amy e Nick Dunne, mas não é qualquer casinho de amor que se vê por ai. A história é muito complexa, o filme é bem fascinante e você fica naquela de “meu Deus, quem esta fazendo tudo isso?” “Será que o Nick matou ela?” “Ele é louco!!”, falei comigo mesma essas frases umas trilhões de vezes durante o filme.
  Já baixei o livro em pdf para ler e ficar por dentro e ver se o filme realmente condiz com aquilo que achei do filme (espero estar certa), e irei deixar ele disponível aqui caso se interessem pela leitura (também em pdf). O gênero do filme não é muito minha praia porque como sabem sou mais um romance maravilhoso do que suspense e/ou coisas desses tipo, mas esse filme/livro é um amor maior que eu.

Gente, para ser sincera fiquei tão apaixonada que já assisti duas vezes, desde sábado e irei assistir mais com o Gabriel (mandei ele assistir mesmo). Agora, falando sério, acho que me apaixonei pela história pelo fato de mexer com a mente, e como estou entrando para a faculdade de psicologia me identifiquei, fico analisando o porque da história, ou porque o personagem fez isso ou aquilo, como alguém consegue fazer certas coisas e etc. Eu super indico, principalmente para quem gosta desse assunto “mentes” como eu rs.

E se vocês já assistiram ou leram o livro deixem a opiniões de vocês aqui embaixo! Por hoje é só, eu espero que tenham gostado da resenha de hoje, dêem uma olhadinha no meu blog (se quiserem, claro) clicando aqui siga também nossa página no facebook, obrigada e até quarta que vem!

Garota exemplar – Gillian Flynn

Guerra Civil – Stuart Moore

ADAPTADO DOS QUADRINHOS DE MARK MILLAR E STEVE McNIVEN

Editora: Novo Século
Páginas: 395
Ano: 2015

  Sinopse: “A ÉPICA HISTÓRIA QUE PROVOCA A SEPARAÇÃO DO UNIVERSO MARVEL! Homem de Ferro e Capitão América: dois membros essenciais para os Vingadores, a maior equipe de super-heróis do mundo. Quando uma trágica batalha deixa um buraco na cidade de Stamford, matando centenas de pessoas, o governo americano exige que todos os supr-heróis revelem sua identidade e registrem seus poderes. Para Tony Stark – O Homem de Ferro – é um passo lamentável, porém necessário, o que o leva a apoiar a lei. Para o Capitão América, é uma intolerável agressão à liberdade cívica. ASSIM COMEÇA A GUERRA CIVIL.”

Oi gennnnte, como vocês estão? Hoje vim falar sobre o maravilhoso mundo da Marvel, vamos viajar juntos porque sinceramente fiquei apaixonada por isso depois de começar a namorar o Gabriel, que é mil vezes mais fascinado. Eu ainda estou no terceiro capítulo do livro e caso não saibam, odeio fazer resenha depois de ler o livro porque sempre acabo contando alguma coisa e isso é imensamente chato não é? Mas, como meu namorado é um amor (porém não) ele me ajudou a falar um pouco sobre o livro.

Guerra Civil é um livro super adaptado dos quadrinhos, para que fique bem claro, e fala sobre o Homem de Ferro e o Capitão América como eu disse ali em cima, no decorrer da história também tem Homem-Aranha, Quarteto Fantástico, Demolidor e outros heróis da ficção. Tudo começa na batalha que ocorreu na cidade de Stamford entre os Novos Guerreiros e mais Quatro vilões que destruiu tudo e matou oitocentos e cinquenta e nove moradores.

Bem no começo do livro vocês descobrem que alguém morreu e simplesmente quis chorar quando descobri quem foi, meu preferido diga-se de passagem, e a partir da morte dele Tony Stark fica muito pensativo sobre os Vingadores que nada mais é do que a maior equipe de super-heróis. É uma história em quadrinhos sem desenhos, esse é meu último e único julgamento. Estou gostando da história por não ser cansativa, os capítulos são curtos e a capa do livro é maravilhosa. Eu estou aprovando e meu ajudante de hoje super aprova e recomenda.

Por hoje é só, eu espero que tenham gostado da nossa viagem para o mundo dos quadrinhos e dêem uma olhadinha no meu blog (se quiserem, claro) clicando aqui e não se esqueçam do link sempre que precisarem www.laishmonteiro.com (super fácil não é?) siga também nossa página no facebook (que já está com quase 400 curtidas), Google+, twitter e instagram, obrigada e até quarta que vem!

LIVRO E FILME: SE EU FICAR – GAYLE FORMAN

Oi amores, está gostando dos post que venho fazendo aqui? Então que tal dar uma olhadinha no meu blog? Cliquem aqui. Beijinhos e boa leitura!
Um livro perfeito da mesma forma que o filme, faz chorar e não dá pra negar. Li o livro em março deste ano e fiquei apaixonada por Mia e Adam, um casal que está junto acima de tudo. O livro, como sempre, conta mais detalhes da relação dos dois e mostra um envolvimento maior entre eles, sendo que também fala sobre mais tentativas de Adam ver Mia. A história do filme é mais calma e ao mesmo tempo muito intensa, apesar de eu ter achado a atriz um pouco fraca pro papel, o filme é emocionante e aprendi praticamente todas as falar.

Para quem não conhece: O livro conta a vida de Mia Hall após um acidente de carro com sua família, ela tem que decidir entre ficar ou ir embora e deixar sua vida com Adam para trás. Enquanto ela fica na UTI ela relembra coisas da sua vida, com sua família, sua melhor amiga Kim e seu namorado e fica naquela de querer ir embora o tempo todo. Em uma parte do filme ela até chega a ver a luz e se encaminha para ela e começa a ouvir uma música, a preferida, que ela tocou para o teste da escola de Juilliard. Ela vai em direção a musica e vê que Adam está lá, e faz uma promessa, uma proposta.

Uma das melhores histórias que já li, aquele sentimento de decisão para a vida toda passou pela minha cabeça e como sabem, eu adoro me sentir a personagem do livro, só assim entro na história e com o livro foi bem assim, um dos meu preferidos sem dúvidas, vale a pena e sigam essa dica! Nada melhor que um filminho assim nesse diazinho de frio não é? Façam bom proveito e deixem a opinião de vocês caso já tenham assistido ou vão assistir, ou ler, claro.

Beijinhos e até quarta que vem ❤

assinatura nova