Faculdade de Fotografia

Todos os sites, que pesquisei antes de entrar na faculdade, davam o conselho de estudar por conta própria, pela internet, livros, praticar bastante, e durante 3 anos essa foi minha rotina, internet, videos, grupos e prática diariamente, mas a vontade e curiosidade me levou a fazer um curso em 2014 no Senac onde aprendi tudo que eu já sabia…
Mas além disso pude ter contato com diversas áreas, e esse foi o lado bom do curso, me mostrar um caminho a seguir, depois de um tempo me veio aquela super dúvida.
#qual faculdade fazer?
Como já havia feito um curso de marketing, fiquei em dúvida se aquela seria uma boa opção. Mas a curiosidade foi mais forte, e então escolhi a faculdade de fotografia, e ai me deparei pesquisando em blogs novamente, e nada havia mudado, todos dizendo para estudar por conta, mas continuei, e prestei para fotografia, e ganhei a bolsa 100% (EBAA!)
Hoje já tenho um semestre do curso e posso dizer, façam a faculdade de fotografia!!. O contato diário com quem pensa como você, o contato com fotógrafos experientes, e com diversos equipamentos, trás uma ótima bagagem.

E já aproveitando o assunto vou indicar para vocês os valores do curso e algumas universidades que tem esse curso em SP, no meu caso faço tecnólogo que é 2 anos mas existe o bacharelado que são 4 anos.

Belas Artes
Duração de 2 anos
 
Senac
Bacharelado Senac

Tecnólogo Senac

Curso livre Senac

Estácio
Duração entre 2 e 3 anos

Unip
Duração de 2 anos

Panamericana 
Duração de 1 ano e meio

Mensalidade
 Varia de (R$ 400,00 de R$ 400,01 a R$ 700,00  de R$ 700,01 a R$ 1.000,00)
Até ( R$ 1.000,01 a R$ 1.500,00  acima de R$ 1.500,01)
Os valores acima não está incluso descontos.
Espero que tenham gostado da minha experiência, e caso tenha alguma dúvida pode cometar, ou me chamar no insta @flaviazanvettor e acompanhem aqui o blog, sempre postarei novidades e dicas para vocês. Beijos!!

Arte na rua

Olá… hoje venho compartilhar com vocês um pouquinho de umas fotos que fiz para ajudar uma colega em um trabalho da faculdade , e que eu amei fazer..
A idéia era retratar em apenas uma foto a descriminação e o preconceito que pessoas que vendem sua arte , sejam elas tocando instrumentos em praças ou vendendo artesanato.. sofrem.

Fomos até uma praça aqui da minha cidade de (Guarulhos)  e retratamos em uma cena ensaiada a imagem de um moço tocando gaita e com uma cartola para receber o dinheiro de quem desejasse doar , e um menino querendo doar uma moedinha e a mãe não deixando e até brigando , dizendo que não era para fazer.

fotografiaebeleza

Mas para nossa surpresa um garotinho que estava passeando com a vó dele, resolveu doar realmente uma moedinha para o moço que estava tocando gaita… e nós ficamos surpresos e claro aproveitei e tirei muitas fotos deles juntos , e até tocar gaita ele quis haha super fofo , e eu amei essa experiência..
Adoro fotografar na rua por causa disso , as pessoas que acabamos  conhecendo e as coisas surpreendentes que vemos acontecer me encanta , e adoro registra-las..

edgar12 fotografiaebeleza

E após fazer as fotos do trabalho, tirei umas fotos desta colega hehe
fotografiaebelezafotografiaebeleza

E ao fim da tarde foi presenteada com esse magnifico pôr do sol…

  pordosol

Fotografia nos primeiros passos: Balanço de branco

balanço3c7do1_500

Agora que vocês já sabem o que é e como funciona o triângulo da fotografia, voltamos ao tema luz, afinal a luz é essencial para a fotografia. Mas e se já estiver com a iluminação ótima, mas as cores não tem nada a ver com a realidade?
Para isto temos o balanço de branco (ou White Balance-WB) é ele quem ajusta a coloração das fotos, que geralmente é chamada de temperatura, e essa  temperatura muda conforme o ambiente, e varia entre os tons mais alaranjados (quentes) e azulados (frios) .

balançodebrancobefunky
No menu de nossa câmera existe a opção balanço de branco, que possui algumas funções que ajudam a deixar as cores  mais reais possíveis e podemos ajusta-los de quatro formas diferentes:

  • Automático: Este modo deixa com que a câmera meça e defina a cor da luz, mas sabemos que a câmera é “burra”, mesmo custando tão caro, e que provavelmente isto não ficará bom…
  • Pré definidos: Este modo oferece algumas opções de temperaturas de cor

exemplo

  • Temperatura aproximada: Neste modo você pode definir a tonalidade da iluminação, deduzindo por meio da cor predominante do local.
  • Manualmente: O ideal manualmente é mostrar para a câmera uma surpeficie cinza (ex: um cartão cinza 18)

Na hora de fotografar tente pensar em faze-la perfeita, sem pensar na pós produção, mas caso seu objetivo não tenha sido alcançado, você tem uma segunda chance a pós- produção, e para isso é preciso fotografarmos no formato RAW,
o que é assunto para um futuro post…

Você tem alguma experiência com balanço de branco? conta para mim, mande fotos, e se ainda houver duvidas deixe seu comentário , logo abaixo…
Siga o blog nas redes sociais e minha pagina/tumblr :

Facebook | Twitter

Flavia Zanvettor| Tumblr

Fotografia nos primeiros passos : ISO

ISOmescladoOi pessoal !!

Neste post falaremos sobre o ISO que é tão importante quanto a Abertura do Diafragma e  a Velocidade do Obturador mas antes quando ainda não sabia usá-lo era sempre no automático a câmera que dizia o quanto eu usaria e quando e por isso poucas fotos obtiveram o resultado que eu desejava, e acredito que muitos de vocês tem um certo receio de usá-lo também, e para isto temos que entender o que é o ISO.

O ISO sigla de (International Standards Organization) mede a sensibilidade do sensor.
Geralmente aumentamos o ISO quando a cena está escura, quanto mais sensível (com o ISO maior) mais a câmera se esforçará para obter informações da cena é como se ela precisasse de uma força extra para “enxergar melhor”.

Devemos usá-lo quando nos for preciso. E também podemos usá-lo como uma forma de compensação em uma situação em que não temos como abrir o diafragma ou diminuir a velocidade.
Ex: Minha velocidade do obturador está alta fazendo com que a foto fique mais escura e nesta situação devo e posso usar o ISO? A resposta é sim… Pois se você diminuir a velocidade correria o risco de fazer a foto borrar.

iso (1)

Bem com o ISO temos um vilão, conhecido como ruído, que em muitas fotos podem causar uma má impressão, mas que dependendo da intenção do fotografo não irá atrapalha-lo de modo algum

O ruído é grãos, pontinhos brancos na foto e que geralmente é causada pelo ISO. Mas que nem sempre estraga a foto pois…
O ruído só aparece em áreas de sombra, mas se a tua foto estiver bem iluminada será quase imperceptível.iso

Bem.. agora tendo em mente as três pontas do triângulo ( Abertura ,Velocidade e ISO) podemos continuar com a série .. o próximo post será Iluminação – Balanço de branco

Siga o blog nas redes sociais e minha pagina/blog pessoal :

Facebook | Twitter

Flavia Zanvettor| Tumblr

Fotografia nos primeiros passos: Velocidade do obturador

velocidadedoob

 Hoje continuamos com a nossa série “fotografia nos primeiros passos” com o assunto ” Velocidade do obturador”.

O obturador é uma cortina dentro da câmera que protege o sensor e é por ele onde a luz passa e atinge esse sensor da câmera. E a tarefa do fotógrafo é regular a velocidade em que esta cortina ficará aberta para que
entre a quantidade de luz desejada.

obturador

A  velocidade que essa cortina  “abre e fecha” é medida por segundos, representados por (s) indo das frações de segundos até  longas exposições de minutos e horas.
Ex: 1/100s  ( Um segundo dividido por 100) , 5s (Cinco segundos) velocidade Velocidades Baixas : Podem ser essenciais em situações com pouca luz, pois o obturador ficará aberto por mais tempo deixando entrar mais luz. Porém, conforme se estende a exposição, aumenta
o risco da câmera ou do assunto se moverem e a foto sair tremida ou borrada , portanto, se for usar velocidades baixas use um suporte para a câmera. Ex: tripé.

Velocidades altas: Elas congelam o movimento do motivo em alta velocidade, mas precisam de mais luz. Podendo usar: Luz natural, Flash ou um ISO alto.

1830-shutter-speed

E com uma velocidade mais baixa podemos criar fotos como por exemplo,  light painting que em um próximo post, darei dicas de como fazer.

7

Ah pessoal,  antes de ter a minha câmera usei muito este site aqui ele é um simulador de câmera e super recomendo, apesar de ser em inglês da para entender e treinar.

Espero que tenham entendido! Qualquer duvida deixe um comentário.

Siga o blog nas redes sociais e minha pagina/tumblr :

Facebook | Twitter

Flavia Zanvettor| Tumblr

Fotografia nos primeiros passos : Abertura do diafragma

abrtmescladaOi pessoal.. bom antes de mais nada o diafragma está localizado na lente e é formado por várias lâminas que controlam a entrada da luz no momento do click,  portanto quanto mais aberto diafragma mais luz entrará e vice-versa. Estas laminas são muitas vezes comparadas com as pupilas dos nossos olhos por ajustar a luz

5894894  Prestem atenção porque quanto maior é este número exemplo: f/22 , mais fechado diafragma estará. E quanto menor número exemplo: f/ 2.8 mais aberto diafragma estará.Sei que é meio confuso.. pois estamos acostumados a pensar em quanto maiores números representam maiores valores, mas não neste caso.


A abertura do diafragma sempre interfere na profundidade de campo que é a amplitude da região em foco na imagem..Sabem aquela foto em que a modelo/objeto está bem focados e nítidos e o fundo está embaçado e totalmente desfocado? Provavelmente foi usada uma abertura grande como f/2.8 que tira o foco do plano de fundo, mas é uma abertura essencial para situações com pouca luz.

flaviazanvettornikon

E aquela foto onde os dois, a pessoa/objeto e o fundo está focado.. nesta situação foi usado uma abertura pequena como f/32 que entra pouca luz mas se tem uma grande profundidade de campo.

35506      Espero que tenham entendido a importância do diafragma, e que treinem e se aperfeiçoem mais.Tirem todas as suas duvidas, nos comentários  e me mandem as fotos que fizerem.. Beijos e até o próximo post que será sobre velocidade do obturador.

Siga o blog nas redes sociais e minha pagina/tumblr :

Facebook | Twitter

Flavia Zanvettor| Tumblr

Fotografia nos primeiros passos : Exposição

Exposiçaomesclada

 A palavra fotografia tem dois radicais: Foto (luz) e grafia (escrita).  Logo é a escrita através da luz. Ou seja, não existe fotografia sem luz!.

A luz que sensibiliza o sensor da câmera, é ela que cria formas e texturas e é ela que permite que a câmera realmente veja o assunto a ser fotografado. Algumas cenas fotografadas são mais luminosas do que outras, portanto,  precisamos controlar a quantidade de luz que
atingirá o sensor.
Quando a luz entra mais do que o necessário na câmera, a foto fica muito clara, fica superexposta  e da mesma forma quando entra pouca luz , a foto fica escura, fica subexposta .

Veja o exemplo abaixo:

foto_exemplo2Mas como controlar esta luz, e saber se está tudo certo antes de mandar a ver?

   Para isto temos o fotômetro, ele nos mostra por meio de uma régua o
quanto a imagem fica exposta à luz, se trata de um sensor, que mede as condições de luz, da cena para onde você esta apontando.
Por exemplo: Ao apontarmos a câmera para o sol , este sensor rapidamente nos mostra que a foto esta superexposta, pois tem muita luz entrando. E do mesmo modo quando apontamos a câmera para um local escuro, ele nos mostra que a foto esta subexposta.

O fotômetro está presente em câmeras que possuem os controles manuais e no caso, pouquíssimas compactas algumas superzooms e as dSLRS.

FOTOMETRO
Quando os nosso indicador, esse tracinho, estiver no meio significa que você pode clicar e a foto estará com a exposição definida como correta.. mas sempre dependerá
do seu intuito para com a foto..
O indicador para a esquerda significa a subexposição que é quando a foto fica escura e não condiz com a realidade e para a direita superexposição onde a foto fica super clara e se tem uma grande perca de informações.

E para ajustar o fotômetro e definir a quantidade de luz que desejamos que entre através da lente, é preciso alterar as configurações por meio dos três elementos que controlam a luz: A abertura do diafragma a velocidade do obturador e o ISO , podendo ajustar um,  dois ou os três, conforme a necessidade.
Estamos apenas no inicio… mas espero que tenham compreendido.
E pessoal.. pratiquem! está é a minha maior/melhor dica e comentem e tirem todas as suas dúvidas.

Informações adicionais tiradas do livro ” O novo manual de FOTOGRAFIA” Por JOHN HEDGECOE

Siga o blog nas redes sociais e minha pagina/tumblr :

Facebook | Twitter

Flavia Zanvettor| Tumblr